www.esmeraldanoticias.com.br

Entrevista: Aviões do Forró

Confira na íntegra a entrevista feita com Xand e Solange pelo jornal baiano “Correio da Bahia”, falando do sucesso do Aviões do Forró.

O Aviões do Forró está nas nuvens. Conduzido pela baiana Solange Almeida, 35 anos, e o potiguar José Alexandre, 28, o grupo cearense lança o segundo DVD e o oitavo CD da carreira, Ao Vivo em Salvador (Som Livre), que já decolaram nas vendas com mais de 45 mil cópias comercializadas em um mês. Números expressivos para o mercado atual, ainda mais considerando que o público da banda estava acostumado a ganhar os discos durante os shows.

Formada em 2002 pela produtora A3 Entretenimento, Aviões se transformou em uma das bandas mais populares do país com hits como Chupa que é de Uva e Se Não Valorizar Vai Me Perder, versão de Umbrella, de Rihanna. É uma das maiores atrações das festas juninas.

Por isso, só neste mês, a banda faz escala em sete cidades baianas, incluindo um show gratuito na praça de Amargosa e participação em duas das principais festas de São João do estado: o Sfrega e o Arraiá do Cerveja & Cia, onde vão dividir o palco com Ivete Sangalo.

Considerada madrinha da banda, a estrela baiana da axé music faz participação em duas músicas no DVD: Sintonia e Desejo e a inédita Chover Canivete. Além dela, o sanfoneiro Dorgival Dantas, compositor de sucessos da banda, toca em um pot-pourri com quatro músicas de sua autoria.

Com essa mistura de sucessos antigos e músicas novas, o grupo atraiu, no ano passado, mais de 70 mil pessoas ao Parque de Exposições de Salvador, onde foi gravado o DVD. Confira entrevista com os vocalistas Xand e Solange.

1-Vocês escolheram Salvador para gravar esse DVD, além de já ser uma das grandes atrações do Carnaval baiano. Como essa relação com o público da cidade se fortaleceu? Qual a importância de Salvador para a banda?

Solange – Ah… Salvador tem um significado especial para a carreira do Aviões. Foi uma das cidades que mais tivemos dificuldades para entrar e mostrar o nosso trabalho, tudo isso porque o baiano é exigente e não aceita qualquer coisa e, graças a Deus, a Bahia em geral acolheu o nosso trabalho e é um dos estados que mais abraçam a carreira do Aviões.

 

2-Vocês já declararam que são fãs de Ivete e gravaram algumas músicas juntos. Como é a relação de vocês com ela? Já combinaram algo especial para o Arraiá do Cerveja & Cia?

Xand – Costumamos dizer que Ivete é a madrinha da nossa carreira. Além de amigos, somos fãs assumidos, assim como ela também é e não esconde de ninguém o carinho e a admiração pelo Aviões.

3-E com os outros baianos? Vocês já fizeram shows com Durval, Harmonia do Samba e, durante o Carnaval, inserem umas batidas de axé na música, não é isso?

Xand – Temos muitos parceiros baianos, e o Durval é um deles. Já tocamos com os maiores nomes da Bahia e nessa junção do forró com o axé acabou surgindo o Aviões Elétrico, um forró mais agitado com a essência baiana.

 

4-E o compositor potiguar Dorgival Dantas, como surgiu essa parceria?

Solange – O Dorgi é um amigo bastante querido. Graças a ele, emplacamos dezenas de músicas nas paradas de sucesso e, sem dúvida, é um dos maiores poetas da atualidade. E, para quem não sabe, eu e ele já trabalhamos juntos, há 15 anos, numa banda de Natal (Os Terríveis). Eu era a vocalista e ele o tecladista.

 

5-Já existe alguma data para show de lançamento do DVD em Salvador?

Xand – Em abril, fizemos um pré-lançamento no Forró do Reino. Mas estamos estudando uma data especial para a realização oficial do nosso segundo DVD.

 

6-A banda já vendeu milhões de discos e se tornou conhecida em todo o país. O que mais ainda falta conquistar?

Solange – Na verdade, somos uma família realizada. Quando surgiu o projeto Aviões do Forró, nós acreditávamos que alcançaríamos algum reconhecimento, só não esperávamos que fosse todo esse boom nacional. Mas sei que Deus ainda nos reserva muitas alegrias para a nossa banda.

 

7-Quais os próximos planos da banda? Vocês vão mesmo lançar um cruzeiro?

Xand – Estamos em fase final de negociação para a realização do Cruzeiro. Tudo está acertado, o que ainda nos resta é a liberação dos portos, o que é mais difícil. Mas acredito que em outubro ou novembro a gente possa embarcar nesse novo projeto, ainda mais sendo a primeira banda de forró a realizar este feito.

 

8-Vocês se conheceram com a formação da banda? Como é o convívio de vocês agora?

Solange – Sim, nos conhecemos no início de tudo. E como sempre falo, a gente teve que passar por várias provações e dificuldades para quando recebêssemos esse sucesso de presente, a gente seguir com os pés no chão e honrando como tudo começou. O engraçado é que as pessoas acham que eu e Xand somos casados. Somos casados somente profissionalmente e, como qualquer outra família, de vez em quando acontece desentendimento, mas nunca brigamos.

9-Há alguma diferença em não ser os verdadeiros donos da banda e trabalhar como funcionários de uma grande indústria do forró?

Solange – Claro. A nossa empresa foi quem implantou isso no forró. Até então, os vocalistas eram assalariados com míseros cachês e a sociedade partiu do nosso empresário Isaias Duarte, como forma de valorizar o artista e incentivá-lo a trabalhar em prol do projeto da banda.

 

10-Você ainda mantém contato com sua cidade natal, Alagoinhas, na Bahia?

Solange -Devido a nossa agenda movimentada, me resta pouco tempo para visitar a minha cidade natal, mas pelo menos duas vezes ao ano a gente faz shows lá e aproveito para visitar familiares e amigos.

 

Fonte: FPM/Correio da Bahia

Se Você não quer virar noticias não deixe que o fato aconteça acesse www.esmeraldanoticias.com.br

Aqui a noticia em primeiro lugar e em tempo real.

 

Deixe uma Resposta

Imagens

Login | Desenvolvido por HNews themes