www.esmeraldanoticias.com.br
                       

Deputado Elmar Nascimento não esteve em encontro de apoio a Temer

35903,bahia-tem-o-maior-numero-de-deputados-em-encontro-de-apoio-a-temer-1O presidente Michel Temer (PMDB) convidou boa parte dos líderes que o apoiam no Congresso e seus ministros para um jantar, na noite do último domingo (21), no Palácio do Alvorada. Entretanto, ele acabou transformando o evento em um encontro informal com poucos parlamentares e até baixa participação de quem ocupa o primeiro escalão da Esplanada, após ficar em baixa com o Congresso diante da divulgação de escândalos. Entre os parlamentares, vários baianos aderiram ao encontro.

Ao todo, Temer mobilizou 23 deputados, seis senadores e 18 ministros. Cinco deputados baianos estiveram no encontro. São eles: José Carlos Aleluia (DEM-BA), Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), Benito Gama (PTB-BA), Artur Maia (PPS-BA) e José Rocha (PR-BA), líder do PR. O deputado Elmar Nascimento não esteve no encontro. Além deles, quem também esteve na reunião foi o ministro baiano Antonio Imbassahy (PSDB), da Secretaria de Governo. Confira a lista de presentes:

Deputados:

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ),

Pauderney Avelino (DEM-AM)

Danilo Forte (PSB-CE)

José Carlos Aleluia (DEM-BA)

Heráclito Forte (PSB-PI)

André Moura (PSC-PE)

Beto Mansur (PRB-SP)

Carlos Marum (PMDB-MS)

Rogério Rosso (PSD-DF)

Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA)

Efraim Filho (DEM-PB), líder do DEM na Casa,

Baleia Rossi (PMDB-SP), líder do partido na Câmara

Evandro Roman (PSD-PR)

Alexandre Baldy (Podemos-GO), líder do bloco PP, Pode e PTdoB na Câmara,

Aguinaldo Ribeiro (PP-PB)

Benito Gama (PTB-BA)

Pastor Franklin (PP-MG)

Artur Maia (PPS-BA)

Luis Tibé (PTdoB-MG)

José Rocha (PR-BA), líder do PR,

Rubens Bueno (PPS-PR)

Celso Russomano (PRB-SP)

Darcísio Perondi (PMDB-RS)

Se você não quer virar notícia não deixe que o fato aconteça,
acesse:www.esmeraldanoticias.com.br
Aqui a notícia em primeiro lugar e em tempo real

Autor de laudo citado por Temer usou equipamento amador para fazer perícia

IMAGEM_NOTICIA_5 (6)O autor do laudo citado pelo presidente Michel Temer usou um programa amador para realizar perícia no áudio gravado pelo empresário Joesley Batista. O peemedebista citou o documento em pronunciamento no último sábado (20), para argumentar que o áudio foi editado e que é vítima de conspiração. Segundo jornal O Globo, o perito judicial Ricardo Caires dos Santos usou o Audacity, programa gratuito para edições caseiras de áudio, e o Vegas Pro 10, ferramenta para edição de vídeo. Especialistas ouvidos pela publicação afirmam que as ferramentas são insuficientes para dizer se houve ou não edição da gravação. “A perícia de um áudio é um trabalho multidisciplinar, exige um grupo de pessoas, diversos softwares e alguns dias de trabalho. Não dá pra fazer em poucas horas”, afirmou um especialista que pediu anonimato. Caires dos Santos encontrou 14 pontos de edição entre 15 e 20 pontos de corte e diversos trechos de ruído, ao contrário dos 50 pontos de edição como teria sido apontado pela reportagem citada por Temer. Apesar de perceber a edição, Caires dos Santos não soube precisar onde estão os pontos editados.

Fonte: Bahia Notícias
Se você não quer virar notícia não deixe que o fato aconteça,
acesse:www.esmeraldanoticias.com.br
Aqui a notícia em primeiro lugar e em tempo real

Após vazamento de áudios, PSDB apresenta dissidências sobre apoio a Temer

IMAGEM_NOTICIA_5 (5)Após a polêmica envolvendo o presidente Michel Temer e o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), o PSDB apresenta dissidências internas com relação ao apoio ao chefe do Executivo. Assim que o jornal O Globo divulgou o conteúdo de um áudio de diálogo entre o presidente e o empresário Joesley Batista, o partido se posicionou afirmando que iria deixar a base do governo após a análise do material fosse divulgada. No entanto, com a retirada do sigilo e a publicação dos áudios pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a bancada do partido resolveu manter-se apoiando Temer. Mesmo com o posicionamento da bancada, o deputado federal João Gualberto (PSDB-BA) e outros sete deputados não concordaram com a ação e pediram o impeachment do presidente na Câmara dos Deputados. “Nós vamos manter a nossa posição de oposição ao governo Temer, votando a favor das reformas, votando a favor das matérias de interesse do Brasil, mas fora do governo. Todos nós vamos ficar fora do governo”, declarou Gualberto, ressaltando que existem mais deputados federais insatisfeitos com o apoio do partido a Temer e que devem se declarar como opositores à atual gestão – são 47 parlamentares na Câmara e 11 no Senado. De acordo com Gualberto, o descontentamento com o peemedebista não é novo. A divergência no partido viria desde o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.  “Na época do impeachment, o nosso grande dilema é que aprovando o processo, como foi aprovado, quem iria governar era o PMDB, era Michel Temer. Então grande parte da bancada já não gostaria de participar do governo”, explicou. Em entrevista ao Bahia Notícias, Gualberto comentou o atual cenário político brasileiro, a inconsistência do PSDB no apoio ao Temer, o futuro do país, a corrupção sistemática, as eleições 2018 e a promessa do “novo” para a política. Confira entrevista completa!

Fonte: Bahia Notícias
Se você não quer virar notícia não deixe que o fato aconteça,
acesse:www.esmeraldanoticias.com.br
Aqui a notícia em primeiro lugar e em tempo real

Aécio diz que é alvo de ‘criminosa armação’ e lamenta sua ‘ingenuidade’ após gravação

IMAGEM_NOTICIA_5 (4)O senador Aécio Neves (PSDB-MG) se declarou inocente das acusações das quais é alvo após divulgação do áudio de sua conversa com o empresário Joesley Batista. Em artigo publicado na Folha de S.Paulo, nesta segunda-feira (22), o tucano lamentou “sinceramente” sua “ingenuidade” por não saber que tinha à sua frente um “criminoso sem escrúpulos”, “querendo apenas forjar citações que o ajudassem nos benefícios de sua delação”. “Além do mais, usei um vocabulário que não costumo usar, e me penitencio por isso, ao me referir a autoridades públicas com as quais já me desculpei pessoalmente”, escreveu. O senador destacou que não cometeu crime nenhum, inclusive, os R$ 60 milhões recebidos em 2014 da JBS, empresa da qual Joesley é sócio, foram doação de campanha para o PSDB naquele ano. Sobre sua irmã, Andrea Neves, presa na última quinta (18), Aécio disse que ela não conhecia o empresário, apenas o contatou para oferecer um apartamento onde mora a matriarca da família, por herança do seu falecido marido. “Parte desse valor nos ajudaria a arcar com os custos de minha defesa. Foi do delator a sugestão de fazer um empréstimo com recursos lícitos, que ele chamava ‘das suas lojinhas’, e que seria naturalmente regularizado por meio de contrato de mútuo, até para que os advogados pudessem ser pagos. O contrato apenas não foi celebrado porque a intenção do delator não era esta, mas sim criar artificialmente um fato que gerasse suspeição e contribuísse para sua delação”, continuou o tucano afastado da presidência do PSDB, após divulgação da gravação. Aécio reconheceu apenas que errou ao procurar quem não deveria e ao pedir que sua irmã se encontrasse com Joesley, que arquitetou um “macabro” e “criminoso” plano para obter vantagens em seu acordo. O senador afirmou que não há motivos para suspensão do seu mandato parlamentar e que nenhum dos seus atos legislativos e políticos demonstram qualquer intenção em obstruir a Operação Lava Jato ou qualquer outra investigação. “Acredito na força da nossa democracia, confio na Justiça e na integridade das nossas instituições. Estou convicto de que, ao cabo do devido processo legal e do desenrolar das investigações, a verdade prevalecerá e a correção de meus atos e de meus familiares restará provada”, acrescentou. Aécio foi gravado pedindo R$ 2 milhões a Joesley Batista, para custear gastos com honorários advocatícios. Os recursos foram repassados ao primo do senador, Frederico Pacheco de Medeiros, e foram depositados numa empresa do senador Zezé Perrella (PSDB-MG).

Fonte: Bahia Notícias
Se você não quer virar notícia não deixe que o fato aconteça,
acesse:www.esmeraldanoticias.com.br
Aqui a notícia em primeiro lugar e em tempo real

Presidente do PTB defende Temer em caso JBS: ‘Não estava no exercício do cargo’

IMAGEM_NOTICIA_5 (3)O presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, saiu em defesa de Michel Temer no caso Joesley Batista, sócio da JBS. O personagem-chave do mensalão disse não ter visto nada de anormal na conversa gravada entre o peemedebista e o empresário. “Esse rapaz [Joesley] armou uma cilada para o presidente. O que o Temer fez de errado? Absolutamente, nada. Foi uma conversa pessoal, no Palácio Jaburu. Ele não estava no exercício do cargo”, argumentou Jefferson, sobre o encontro datado de março deste ano. De acordo com a coluna Radar Online, de Veja, o petebista também não viu problemas em Temer ouvir a confissão de Joesley sobre ter comprado um procurador em troca de acesso a informações sigilosas da investigação. “Ah, para com isso. O cara ouve isso e fica na dele. Vai fazer o quê? O presidente não é polícia, não pode prender ninguém. Ouviu uma declaração de caráter pessoal”, avaliou Jefferson.

Fonte: Bahia Notícias
Se você não quer virar notícia não deixe que o fato aconteça,
acesse:www.esmeraldanoticias.com.br
Aqui a notícia em primeiro lugar e em tempo real

‘Se quiserem, me derrubem’, provoca Temer ao reafirmar que não existe chance de renúncia

IMAGEM_NOTICIA_5 (2)Apesar do tom pouco amistoso em seus pronunciamentos, o presidente Michel Temer afirma manter a calma necessária para lidar com a repercussão da delação da JBS. “Mantenho a serenidade, especialmente na medida em que eu disse: eu não vou renunciar. Se quiserem, me derrubem, porque, se eu renuncio, é uma declaração de culpa”, ressaltou o peemedebista em entrevista à Folha de S. Paulo. Na ocasião, Temer deixa claro que não vai se afastar do cargo de maneira voluntária e acrescenta que tem demonstrado “com relativo sucesso” que o que o empresário fez foi induzir uma conversa. No entendimento do presidente, também não foi prevaricação ouvir Joesley Batista confessar crimes e não fazer nada. “Você sabe que não? Eu ouço muita gente, e muita gente me diz as maiores bobagens que eu não levo em conta. Confesso que não levei essa bobagem em conta. O objetivo central da conversa não era esse. Ele foi levando a conversa para um ponto, as minhas respostas eram monossilábicas”, minimizou o presidente, assim como fez com o fato de o encontro com o empresário, que aconteceu no porão do Palácio do Jaburu, às 23h, sem que Joesley fosse sequer questionado pela segurança da residência, não constar na agenda oficial. O chefe do Executivo afirmou também não saber que Joesley era investigado. No momento do encontro, o empresário era alvo das operações Sepsis, CuiBono? e Greenfield. Quando perguntado se vai aplicar a si a regra que estabeleceu de que um ministro só seria afastado se fosse denunciado, Temer não hesitou em descartar a possibilidade. A justificativa do presidente é de que ele é chefe de um Poder. “Os ministros são agentes do Executivo, de modo que a linha de corte que eu estabeleci para os ministros, por evidente não será a linha de corte para o presidente”, pontuou. Temer saiu ainda em defesa do deputado federal Rodrigo Rocha Loures, filmado ao receber R$ 500 mil de forma ilegal do frigorífico. Para o presidente, “tudo foi montado”. “O Rodrigo certamente foi induzido, foi seduzido por ofertas mirabolantes e irreais”, declarou, acrescentando que o parlamentar é um homem “de muito boa índole”. Na última quinta (18), Rocha Loures foi afastado do cargo na Câmara. Antes de retornar ao Congresso para ocupar a vaga de Osmar Serraglio, o deputado foi assessor da vice-presidência quando o cargo ainda era ocupado por Temer.

Fonte: Bahia Notícias
Se você não quer virar notícia não deixe que o fato aconteça,
acesse:www.esmeraldanoticias.com.br
Aqui a notícia em primeiro lugar e em tempo real

‘Previdência não vai prejudicar os mais pobres’, afirma Michel Temer

06042017-grupo-de-notveis-brasil-japo_33834358946_o-850x567O presidente Michel Temer afirmou nesta terça (18), em Brasília, durante uma reunião com deputados da base aliada para tratar da reforma da Previdência, que a reforma não vai prejudicar os mais pobres e que “ninguém quer fazer mal ao país”. “Convenhamos, ninguém quer fazer mal ao país. Dizem que essa reforma da Previdência vai pegar os pobres. Vou usar uma palavra forte: mentira. Mentira, porque 63% do povo brasileiro ganham salário mínimo, portanto, [a reforma] não vai atingir os pobres. Os que resistem e fazem campanha são os mais poderosos, são aqueles que ganham mais”, afirmou o presidente. Segundo o Bahia Notícias, Temer afirmou aos parlamentares que o Executivo e o Legislativo não devem ficar paralisados diante de fatos ou notícias que buscam desprestigiar a classe política. “O governo só resistiu por que estamos trabalhando juntos, o Executivo e o Legislativo. Enfatizo muito, acho que é um momento histórico do país, sem embargo da dificuldade, temos que dar uma prova de trabalho que virá pela aprovação dessas reformas”, disse.

Se você não quer virar notícia não deixe que o fato aconteça,
acesse:www.esmeraldanoticias.com.br
Aqui a notícia em primeiro lugar e em tempo real

JAGUARARI: Ministro do TSE nega pedido de cassação de Diploma e Posse do prefeito eleito Everton Rocha

IMG_9620O então prefeito de Jaguarari, Everton Carvalho Rocha (PSDB) foi alvo de uma AIJE (Ação de Investigação Judicial Eleitoral) por abuso do poder econômico e uso indevido de meios de comunicação social referentes a eleição de 2012 motivados por meio de denúncia por parte da “Coligação Para Jaguarari Continuar Crescendo” que à época tinha Antônio Nascimento como candidato a reeleição. Após a análise inicial, o Juiz Eleitoral de Jaguarari acatou o parecer do Ministério Público e proferiu a sentença de inelegibilidade ao candidato Everton Carvalho Rocha. Através de seus advogados Everton recorreu ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral) o qual poderia manter ou não a decisão de 1ª Instância. Enquanto aguardava-se a decisão, muitas especulações surgiram em torno da decisão do TRE, a qual veio acontecer 2 dias após as eleições, ou seja, 04 de outubro, ofuscando, assim, os planos do candidato do PT, Antônio Carlos Xavier.

Ao não deixar clara a sua decisão, quanto a aplicabilidade de seu julgamento, se Everton Rocha estaria inelegível a partir de 2012 ou 2016, ambas as coligações entraram com Embargos de Declaração, recurso que “pede” uma decisão mais específica. O processo seguiu ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) onde uma liminar, da coligação que perdeu nas urnas, pedia a suspensão da diplomação e posse do prefeito eleito Everton Rocha. Diante das alegações de ambas as partes, o Ministro/Relator Herman Benjamin, escreveu em sua decisão:

Fonte: Ivam Silva

Se você não quer virar notícia não deixe que o fato aconteça,
acesse:www.esmeraldanoticias.com.br
Aqui a notícia em primeiro lugar e em tempo real

Temer tem pior avaliação entre os chefes do Executivo, diz Ibope

Michel-Temer-_Agência-BrasilPesquisa Ibope divulgada pelo colunista José Roberto Toledo, do jornal O Estado de S. Paulo, mostra que o presidente Michel Temer tem a pior avaliação entre os chefes do Executivo. Apenas 9% dos entrevistados classificam como boa ou ótima a gestão do atual presidente. O índice alcançado pelo peemedebista é um ponto inferior ao registrado em março e quatro abaixo do apontado em setembro. A pesquisa foi concluída antes da divulgação da lista dos políticos investigados no Supremo Tribunal Federal (STF) com base nas delações da Odebrecht.

“Defensores do presidente costumam dizer que a desaprovação é geral, que a revolta é contra todos os políticos. Pode ser, mas com Temer é pior, bem pior. A taxa de ótimo e bom dos governadores é mais do que o dobro da do presidente: 22%. E a dos novos prefeitos, quatro vezes superior à de Temer: 37%”, destaca Toledo.

De acordo com o jornalista, na média, governadores e prefeitos tiveram melhora de avaliação em comparação com os dados levantados pelo Ibope em dezembro de 2015, quando o instituto fez esse tipo de pesquisa ao mesmo tempo nas três esferas de governo. Na época, Dilma era a presidente.Em média, a aprovação aos governadores cresceu três pontos e a dos prefeitos pulou de 24% para 37%.

Se você não quer virar notícia não deixe que o fato aconteça,
acesse:www.esmeraldanoticias.com.br
Aqui a notícia em primeiro lugar e em tempo real

 

ANTÔNIO GONÇALVES: Sérgio Santos não aceita ser líder do prefeito e não concorda com certas coisas que tem acontecido no município.

sergio-santosEscolhido para ser o líder do prefeito Roberto Carlos na Câmara de vereadores de Antônio Gonçalves, o vereador, Sérgio Santos (PMDB), eleito pelo grupo do prefeito, usou a tribuna da Câmara na sessão da última quarta-feira (05), e pediu desculpas aos colegas, e solicitou que o presidente da Câmara, Nego Mano, se encarregasse de transmitir ao prefeito, que ele (Sérgio Santos), não iria defender o governo na casa, segundo Sérgio Santos, ele não pode ficar calado com algumas coisas que tem acontecido no município “Segurança pública é prioridade, mais de duzentos furtos já aconteceram em Antônio Gonçalves, precisamos com urgência implantar a guarda municipal. As ruas de Antônio Gonçalves estão nas escuras, as ruas estão esburacadas, então, eu acho que Antônio Gonçalves tem outras prioridades. Eu quero aproveitar e pedir ao presidente Nego Mano, que leve essa mensagem para o prefeito Roberto, esse não é o meu perfil, e diga que ele pode ficar a vontade para indicar outro vereador para ser o líder dele. Sou amigo dele, mas eu descobri que não será meu perfil ser o líder dele aqui nesta casa, eu sei o que está acontecendo, e o senhor tem representado bem essa casa, até já colocou uma carro a disposição dos vereadores, mas o senhor pode dizer ao prefeito que eu não aceito. Até porque Deus não vai deixar eu carregar falsidade em meu coração”, desabafou Sérgio Santos.
No final de seu discurso, o vereador lamentou o fato de Antônio Gonçalves ter deixado de ser uma cidade pacata “Antigamente as pessoas colocavam suas cadeiras nas portas de suas residências depois das dezoito horas e iam bater papo, hoje já não se ver mais isso, por quê? se fizer isso o bandido chega na hora, então tem certas coisas que eu não aceito, e precisamos com urgência convidar o comandante da Polícia para vim a esta casa” disse o vereador.
Fonte: ivansilvanoticia
Se você não quer virar notícia não deixe que o fato aconteça,
acesse:www.esmeraldanoticias.com.br
Aqui a notícia em primeiro lugar e em tempo real

Imagens

Entrar | Desenvolvido por HNews themes